Você sabe o risco que corre nas redes sociais?

As redes sociais estão em alta como nunca estiveram antes. A todo instante, milhões de pessoas postam fotos e contam seu dia a dia para amigos e desconhecidos, que interagem com as postagens e, na maioria das vezes, dão a tão esperada curtida.

Essa incrível ferramenta veio para nos entreter e encurtar a distância entre as pessoas que conhecemos e que não podemos ver com frequência. Oferecem uma grande facilidade para compartilhar com as pessoas e acompanhar assuntos de nosso interesse. Mas, para aproveitá-las bem, é preciso saber usá-las.

O que acontece nas redes sociais?

Aquele prato suculento do seu restaurante preferido pode render um belo post em seu Facebook, mas colocar a foto da fachada de sua casa não é uma boa ideia. O problema é que as pessoas se expõem demais nas redes sociais, colocando todo tipo de informação sobre sua família, seus bens e opiniões até mesmo comprometedoras, transformando a ferramenta social em um diário.

Devido a essa superexposição, há pessoas que se aproveitam de suas informações para tirar vantagem. São inúmeros os casos de roubos, golpes, assédios, bullying e até de processos, quando alguém posta algo que não deveria.

Além disso, existe o perigo do vício, quando a pessoa não se desliga e fica ansiosa se não consegue acessar as redes, e da baixa autoestima. Isso acontece quando fico comparando a minha vida com o que as pessoas mostram nas redes sociais, dando a entender que a vida delas é perfeita, que somente tem coisas boas, o que, na verdade, não é real.

Como lidar com essa ferramenta?

Aproveite as redes sociais para compartilhar os momentos bons, para matar a saudade dos amigos e para acompanhar as páginas que você mais gosta. Use tudo com moderação, curta o momento e deixe para postar depois. Evite contar as informações mais pessoais e postar lugares que você vai com frequência, para que ninguém conheça exatamente quais os seus horários e a sua rotina.

Compartilhar sua vida é legal, mas compartilhar e ficar seguro é melhor ainda.