Catequese e Missão

“Aquele que se permite discernir a vocação conhece o rosto misericordioso do Pai.”
                                                                                                                          (Papa Francisco)

Todo catequista é um vocacionado, chamado a revelar o rosto misericordioso do Pai. Ao assumir a missão catequética, nós nos comprometemos a caminhar lado a lado, colocando-nos à disposição dos que querem conhecer Jesus mais de perto e assumir o protagonismo de viver o Reino aqui, hoje.

Muitos são os motivos que nos levam a buscar uma aproximação a Jesus, alguns, inclusive, equivocados. O papel do catequista é, nesse momento, apresentar os reais motivos pelos quais devemos buscar essa aproximação.

Jesus nos interpela acerca de nossa ação e nos dá indicativos de que nossas atitudes são o que realmente interessam a Deus. Ao partilhar pães e peixes, oferece alimento ao corpo, mas, ao afirmar ser o pão da vida, alimenta nosso espírito.

O catequista é chamado para ser um representante do ideal de alimento espiritual ao outro. “Vem e segue-me!” Responder sim a esse convite é comprometer-se, assumir-se como ponte, um elo entre o humano e o Divino, permitindo, assim, o diálogo essencial para a vida plena.

Que o Senhor da Messe continue derramando bênçãos e capacitando novos vocacionados catequistas para a nobre missão que lhes é confiada, de continuar plantando sementes.

Celio Andrade é catequista e professor do Colégio Sagrado Coração de Jesus, em Belo Horizonte.