7 princípios bíblicos para administrar seu tempo

7 principios biblicos
Textos extraídos do livro “Formigas – Lições da Sociedade Mais Bem-Sucedida da Terra”, de William Douglas e Davi Lago.

Liste suas prioridades

“Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça” (Mt 6.33). As Escrituras deixam claro que devemos ter prioridades na vida. É necessário buscar, primeiro, o que é essencial. Portanto, faça uma lista de suas prioridades e estabeleça com clareza seus objetivos de vida.

Não desperdice tempo com futilidades

p11139A Bíblia fala de futilidades que roubam nosso tempo: “Evite as conversas inúteis e profanas, pois os que se dão a isso prosseguem cada vez mais para a impiedade” (2Tm 2.16); “Vocês foram redimidos da sua maneira vazia de viver” (1Pe 1.18); “Quem trabalha a sua terra terá fartura de alimento, mas quem vai atrás de fantasias não tem juízo” (Pv 12.11). Além de fazer uma lista de suas prioridades, enumere também todas as atividades improdutivas que lhe roubam tempo e seja radical em eliminá-las. Seja breve ao telefone, não gaste horas assistindo à televisão nem passe noites insones, na frente do computador.

Invista em atividades produtivas

O texto de Mateus 9.35-38 pode ser considerado um resumo do ministério terreno de Jesus. Fica claro que ele só investia em atividades produtivas: percorria as cidades ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho e curando os enfermos. Da mesma maneira, devemos investir no que é produtivo. Devemos nos programar para ajudar pessoas, dedicar-nos aos estudos, orar, ler a Bíblia, estar com a família, colaborar com a igreja e com trabalhos humanitários e sociais. Em suma, devemos nos devotar a atividades úteis. A qualidade da vida não é medida por sua duração, mas pelo grau de comprometimento com que nos dispomos a viver.

Delegue

Muitos de nós ficamos assoberbados e tensos porque mantemos muitas coisas sob nosso domínio. É o que afirma o ditado segundo o qual é impossível envolver o mundo com os braços. Sendo assim, não se abstenha de delegar tarefas. Esse foi o ensino que Moisés aprendeu de seu sogro, Jetro. Moisés, que liderava o povo de Israel em sua longa e penosa jornada pelo deserto, estava exausto porque todos os problemas — das grandes questões às brigas entre vizinhos — eram levados à sua arbitragem. Jetro, então, ensinou Moisés a delegar tarefas (Êx 18.17-23).

Não conte com o dia de amanhã

“Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje.” Qual de nós nunca ouviu isso? Como já dissemos, o caminho chamado “Amanhã” conduz à cidade chamada “Nunca”. O sábio das Escrituras já ensinava: “Não se gabe do dia de amanhã, pois você não sabe o que este ou aquele dia poderá trazer” (Pv 27.1). Não adie as atividades que você pode resolver logo. Uma frase bem-humorada diz: “Viva cada dia como se fosse o último; um dia, você acerta”.

Cultive a pontualidade

Um dos maiores defeitos dos brasileiros é a falta de pontualidade. Marcam-se compromissos para as 14 horas sabendo-se que as pessoas só chegarão por volta das 15h30. O atraso é parte de nossa cultura, e isso é péssimo sob todos os aspectos. Chegar depois do horário em uma reunião de trabalho sinaliza que você não dá muita importância ao que será tratado e não tem respeito pelos colegas. Pior, é uma demonstração de que você é um profissional desleixado. A Bíblia recomenda: “Nunca lhes falte o zelo” (Rm 12.11). Seja zeloso e pontual em suas atividades. Não viva chegando atrasado aos compromissos. Seja eficiente e conclua o que está sob sua responsabilidade.

Aproveite as oportunidades

A palavra “oportunidade” deriva do latim porto. A ideia é fazer uma associação entre eventuais possibilidades e a imagem de um navio que aproveita o vento favorável para voltar ao porto, à segurança. Há muitas chances ao longo da vida, mas as boas oportunidades são raras, e algumas aparecem uma única vez. Por isso, fique atento a elas. Não perca tempo! “Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus” (Ef 5.15-16).

 

 

Fonte: Mundo Cristão

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *