Amor ou caridade – Qual você escolhe?

A dúvida é bem comum porque os dois são bem parecidos e um complementa o outro.  A pessoa que tem caridade precisa de amor e a pessoa que tem amor precisa ter caridade. Vamos te explicar melhor, começando pelo que cada um é:

O amor traz um sentimento muito forte e genuíno pelas pessoas, no qual você se preocupa com o bem estar, tem vontade de estar perto e de agradar. Enquanto a caridade significa bondade, perdão, ajuda e compaixão. Ela pode ser entendida como o amor em ação. Trocando em miúdos, o amor é o que sentimos e a caridade é o que fazemos. Simples assim.

Entretanto, se você quer amar ou faz caridade, vamos mandar a real pra você. Tem algumas coisas importantes que você precisa saber a respeito dos dois:

Sobre o amor

O amor é lindo e transforma o mundo, mas se você ficar só na teoria dizendo o quanto ama azamigas e não fizer nada por elas, fica meio difícil de acreditar. A gente quer ver amor de verdade! servir de ombro amigo praquele amigo que terminou o namoro pela 7º vez, sacrificar a pizza de sábado com os amigos à noite pra estar com a sua avó doente ou oferecer ajuda ao invés de só perguntar se o outro precisa dela. Quem ama cuida.

Sobre a caridade

Você pode estar disposto a todo o tipo de ajuda ao próximo: cozinhar o sopão que vai ser distribuído no centro da cidade para os mendigos, dar banho em 50 cãezinhos do abrigo de animais, ensinar as crianças da comunidade a cantar a ópera Ave Maria e fazer mutirão de limpeza na sua paróquia… se isso tudo for pra se exibir ou se promover, sinto muito, mas Deus não vai ficar muito contente com isso.

Não precisa salvar o mundo ou morrer de amores pelo próximo. Faça no seu ritmo, se esforce, e caso não consiga, é só pedir a Deus pra te ajudar. O importante é que tudo seja feito com sinceridade.

 Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me valerá. 1 Coríntios 13:3

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.