E se Jesus nascesse hoje, como seria?

“Assim, José também foi da cidade de Nazaré da Galileia para a Judeia, para Belém, cidade de Davi, porque pertencia à casa e à linhagem de Davi.Ele foi a fim de alistar-se, com Maria, que lhe estava prometida em casamento e esperava um filho. Enquanto estavam lá, chegou o tempo de nascer o bebê, e ela deu à luz o seu primogênito. Envolveu-o em panos e o colocou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria”. Lucas 2:4-7

Quando lemos na Bíblia sobre o nascimento de Jesus, logo nos vem à mente um cenário bucólico de uma aconchegante gruta com uma manjedoura ao centro recheada de palha sequinha e tecidos limpos, com lindos animais como testemunhas do evento divino. Só que não. Acredite: essa imagem que nos é colocada em livros e pela TV não chega nem perto do que se passou naqueles tempos.

José e Maria estavam numa fase bem difícil de suas vidas. Primeiramente, ela engravidara antes do casamento. Uma mulher que tivesse relações antes do casamento, naquela época, era condenada por apedrejamento. Além do preconceito e risco de vida que eles estavam passando, o imperador César Augusto havia decretado que fosse feito um recenseamento no país e ele tinha que ser feito na cidade natal da pessoa.

Como José pertencia à linhagem do Rei Davi, precisou viajar com Maria para Belém, uma viagem de 138 quilômetros por estradas montanhosas e que durou vários dias. A estação quente e seca de outono também não ajudava e Maria estava com quase 9 meses em cima de um animal pequeno de carga.

Chegando à Belém, todos os alojamentos e comércios estavam lotados por causa do registro e o único lugar que José encontrou disponível foi um estábulo, onde improvisaram um leito para Maria ter o seu bebê.

 Trazendo para os tempos modernos

Situações como estas são vistas todos os dias em todos os lugares do mundo: pessoas sem recursos financeiros, pessoas sendo obrigadas a deixar seus países de origem por conta de guerras, desemprego ou por leis que não as aceitam no território.

Trazendo esta situação para os dias de hoje, pense se Jesus bem não poderia ter nascido em qualquer das situações abaixo?

Mãe síria com seus filhos vivem em um campo de refugiados em Izmir, Turquia. Elas são refugiados de Haleppo, devido a Guerra da Síria.
Família tomando café da manhã na frente de suas cabanas em Juba, Sudão do Sul. – 28/02/2012
Família sem casa por causa da superlotação do local em Delhi, Índia – 12/12/2007
Família síria se abraça emocionada após desembarcar viva na ilha de Kos, na Grécia.
Família de refugiados chegando em local estrangeiro
Chapas, México – Família pobre reunida ao lado de sua casa.
Jafar posa com sua esposa Zeinabou, sua filha Fadimata e seu sobrinho Sidi, em seu abrigo no campo de refugiados de Mentao, na Burkina Faso, dias antes de retornar ao Mali. – 01/ 2016
Uma família de refugiados sírios caminha pelo trilho do trem que cruza Servia e Hungria.
Casal de migrantes se atirou com filho bebê sobre os trilhos de uma estação ferroviária, em Bicske, na Hungria, para não serem levados para um campo de refugiados.

Para refletir

Que esta reflexão nos sirva como preparo para o verdadeiro nascimento de Jesus em nosso coração: aceitando o próximo como a nós mesmos, sem preconceito ou julgamento. Seja quem for e de onde vier.