Oração da Via-Sacra

A Via Sacra é uma prática espiritual que nos aproxima de Jesus quando Ele mais amou, ou seja, na entrega de sua vida pela salvação do mundo. Convidamos você para rezar conosco a paixão de Jesus em solidariedade com toda a humanidade que sofre.

Do Evangelho segundo São Marcos (Mc 15, 12-15)

“Tomando novamente a palavra, Pilatos disse-lhes: “Então que quereis que faça daquele a quem chamais rei dos judeus?” Eles gritaram novamente: “Crucifica-o!” (…) Pilatos, desejando agradar à multidão, soltou-lhes Barrabás; e, depois de mandar flagelar Jesus, entregou-o para ser crucificado”.

Sentimentos de Jesus

No Getsêmani, meu coração ficou perturbado e encheu-se de angústia.
Com um gesto que significa amor, um discípulo meu me traiu, saudando-me com um beijo. Que amargura, naquele momento!
Durante a ceia, implorei-Te, Pai, que guardasses os meus discípulos no teu nome, para serem um só, como Nós somos um.

Pai Nosso…

Do Evangelho segundo São Marcos (Mc 15, 20)

“Depois de o terem escarnecido, tiraram-lhe o manto de púrpura e revestiram-no das suas vestes. Levaram-no, então, para o crucificarem”.

Sentimentos de Jesus

Ecoam em mim palavras dramáticas do profeta Isaías sobre o Servo do Senhor.
‘Dizem que não tem aparência de beleza; é desprezado; é o homem das dores; é como um cordeiro levado ao matadouro; é eliminado da terra dos vivos; é ferido de morte’.

Pai Nosso…

Do Livro do Profeta Isaías (Is 53,5)

“Foi ferido por causa dos nossos crimes, esmagado por causa das nossas iniquidades. O castigo que nos salva caiu sobre ele, fomos curados pelas suas chagas”.

Sentimentos de Jesus

Sinto-me vacilar enquanto dou os primeiros passos para o Calvário.
Já perdi muito sangue. Tenho dificuldade em aguentar o peso do madeiro
Penso em João Batista que disse: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!”  Revela-se agora a verdade daquelas palavras.

Pai Nosso…

Do Evangelho segundo São Lucas (Lc 2, 34-35)

“Simeão abençoou-os e disse a Maria, sua mãe: ‘Este menino está aqui para queda e ressurgimento de muitos em Israel e para ser sinal de contradição; uma espada trespassará a tua alma. Assim hão de revelar-se os pensamentos de muitos corações’.
Sua mãe guardava todas estas coisas no seu coração.”

Sentimentos de Jesus

No meio da multidão, está a minha mãe. Só de pensar, meu coração bate agitado. Não consigo vê-la direito, pois o sangue está escorrendo também pelo meu rosto.
Quando fui levado ao Templo, ainda bebê, Simeão tomou-me nos seus braços e disse que eu haveria de ser um “sinal de contradição”.
Simeão disse ainda à minha mãe que “uma espada haveria de trespassar-lhe a alma”.
Essas palavras, neste momento, se tornam ardente realidade para ela e para mim.

Pai Nosso…

Do Evangelho segundo São Lucas (Lc 23, 26)

“Quando o iam conduzindo, lançaram mão de um certo Simão de Cirene, que voltava do campo, e carregaram-no com a cruz, para a levar atrás de Jesus.”

Sentimentos de Jesus

Ouço gritos ao redor de mim. À força agarram um camponês que passava por ali. Sem grandes explicações, obrigam-no a carregar o meu peso.

Pai Nosso…

Do Evangelho segundo São Lucas (Lc 8, 1-3)

“Jesus ia de cidade em cidade, de aldeia em aldeia, proclamando e anunciando a Boa-Nova do Reino de Deus. Acompanhavam-no os Doze e algumas mulheres, que tinham sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual tinham saído sete demônios; Joana, mulher de Cuza, administrador de Herodes; Susana e muitas outras, que os serviam com os seus bens.”

Sentimentos de Jesus

No meio da multidão, há muitas mulheres. A gentileza impele alguma delas a aproximar-se para me limpar o rosto. Este gesto faz-me aflorar ao pensamento diversos encontros…

Pai Nosso…

Do Evangelho segundo São Mateus (Mt 26, 36-39)

“Jesus chegou a um lugar chamado Getsêmani para orar. E, levando consigo Pedro e os dois discípulos filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se. Disse-lhes então: “A minha alma está numa tristeza de morte; ficai aqui e vigiai comigo”.
E orava dizendo: “Meu Pai, se é possível, afaste-se de mim este cálice. No entanto, não seja como Eu quero, mas como Tu queres”.

Sentimentos de Jesus

Ao cair, percebo que a fadiga não é apenas física. E lembro-me de ontem à noite no Getsêmani… Prostrado no chão, rezei insistentemente ao Pai. Meu suor era como gotas de sangue. Já sentia em mim a agonia.

Pai Nosso…

Do Evangelho segundo São Lucas (Lc 23, 26-28)

“Seguiam Jesus uma grande multidão de povo e umas mulheres que batiam no peito e se lamentavam por Ele. Jesus voltou-se para elas e disse-lhes: ‘Filhas de Jerusalém, não choreis por mim, chorai antes por vós mesmas e pelos vossos filhos’”.

Sentimentos de Jesus

Passaram-se apenas alguns dias da minha entrada em Jerusalém.
Uma pequena multidão de discípulos fez-me festa. Até me aclamou dizendo: “Bendito seja o rei que vem em nome do Senhor”. 
Que contraste… Agora, enquanto vou passo a passo para o Gólgota, ressoam vozes de mulheres que se lamentam por mim e batem no peito.

Pai Nosso…

Do Evangelho segundo São João ( Jo, 16, 28)

“Saí do Pai e vim ao mundo; agora deixo o mundo e vou para o Pai”.

Sentimentos de Jesus

A minha viagem terrena está prestes a terminar. Como enviado itinerante do Pai, anunciei o seu amor, que não esquece ninguém; que é fiel através de todas as gerações; é esperança que vence a própria morte; e me enviou, não para os justos, mas para os pecadores.
Neste momento, mais do que nunca, sou chamado a revelar o amor de Deus pela humanidade.

Pai Nosso…

Do Livro dos Salmos (Sl 22, 19)

“Repartem entre si as minhas vestes e sorteiam a minha túnica.”

Sentimentos de Jesus

Mantenho-me em silêncio. Sinto-me humilhado por um gesto aparentemente banal. Já fui despojado horas atrás.
Penso na minha Mãe, aqui presente. A minha humilhação é também a sua. Também desta forma é trespassada a sua alma.
A Ela devo a túnica que me foi arrancada e que é um símbolo do seu amor por mim.

Pai Nosso…

Do Evangelho segundo São João (Cf. Jo, 19)

“Então entregou-o para ser crucificado (…). Pilatos redigiu um letreiro e mandou pô-lo sobre a cruz. Dizia: “Jesus Nazareno, Rei dos Judeus”.

Sentimentos de Jesus

Estão pregando minhas mãos e meus pés… Os pregos penetram dolorosamente na minha carne. Meu corpo está sendo crucificado, mas meu coração está livre. Livremente vim ao encontro da minha paixão.
Pelos que me crucificam, peço: “Perdoa-lhes, Pai, porque 
não sabem o que fazem”.  Ao condenado que está a meu lado e que me pede para recordá-lo quando estiver no meu reino, digo-lhe: “Hoje estarás comigo no Paraíso”.

Pai Nosso…

As Palavras de Jesus na Cruz

Jesus clamou com voz forte: “Meu Deus, meu Deus, porque me abandonaste?” (Mt 27, 46)

Depois, dirigindo-se à mãe: “Mulher, eis o teu filho!” (Jo 19, 26)

E ao discípulo João: “Eis a tua mãe!”  (Jo 19, 27)

Disse ainda: “Tenho sede”; (Jo 19, 28)

mais tarde: “Tudo está consumado”; (Jo 19, 30)

e por fim: “Pai, nas tuas mãos, entrego o meu espírito”. (Lc 23, 46)

Pai Nosso…

Do Evangelho segundo São Mateus (Mt 27, 54-56)

“O centurião e os que com ele guardavam Jesus, disseram: ‘Este era verdadeiramente o Filho de Deus!” Estavam ali, observando de longe, muitas mulheres. Entre elas, estavam Maria de Magdala, Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu”.

Pilatos redigiu um letreiro e mandou pô-lo sobre a cruz. Dizia: “Jesus Nazareno, Rei dos Judeus”.

Oração

“Estendei a toda a família humana, ó Pai, o reino de justiça e de paz que preparastes por meio do vosso Filho Unigênito, nosso rei e salvador.
Assim será concedida aos homens a verdadeira e dulcíssima paz; os pobres encontrarão justiça; serão confortados os aflitos e todas as tribos da terra serão abençoadas n’Ele, nosso Senhor e nosso Deus, que vive e reina convosco, na unidade do Espírito Santo, por todos os séculos dos séculos».

Pai Nosso…

Do Evangelho segundo São João (Jo 19, 38-40)

“Depois disto, José de Arimateia pediu a Pilatos que lhe deixasse levar o corpo de Jesus. E Pilatos permitiu-lho. Veio, pois, e retirou o corpo.
Nicodemos apareceu também trazendo uma mistura de perto de cem libras de mirra e aloés. Tomaram então o corpo de Jesus e envolveram-no em panos de linho com os perfumes, segundo o costume dos judeus”.

Maria fala ao nosso coração

“João manteve-se ao meu lado. Ao pé da cruz, a minha fé foi posta a dura prova.
Como fiz em Belém e, depois, em Nazaré, também agora em silêncio medito. 
Confio em Deus. Não se apagou a minha esperança de mãe. Confiai vós também! Para vós todas, peço a graça duma fé forte. Para aqueles que atravessam dias sombrios, a consolação”.

Ave Maria…