Rezar unidos cura a humanidade

Nesta quinta-feira, 14 de maio, um grande milagre está acontecendo, independentemente dos efeitos sobre a pandemia… Pessoas de diferentes religiões estão se unindo em prece, pedindo a cura da doença causada pelo covid-19 e o fim da pandemia. Imagine milhões de pessoas rezando unidas pela mesma causa! Isso é capaz de transformar o mundo!

O próprio Jesus disse: “Pois, onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, ali estou no meio deles” (Mt 18,20). Se a oração de dois ou três tem a força de tocar o coração de Deus, imagine a oportunidade de superarmos nossas diferenças e nos unir num único pedido! E isso todos nós podemos fazer!

Muitas vezes, pedimos a Deus para atender a nossas necessidades e esperamos respostas mágicas. A cura de Deus não é assim. Ela passa por nossa participação. Jesus sempre repetia: “A tua fé te curou”. Talvez o primeiro passo que realizamos na oração é nos abrir para que Deus possa agir em nossa vida, uma vez que ele respeita nosso livre-arbítrio. Ele conhece tudo o que sentimos e o que sofremos. Ele quer nos curar, mas somente agirá se nós o permitirmos. Não adianta pedir e não abrir o coração para as mudanças que a cura de Deus realiza em nós…

Por isso é muito importante pedirmos juntos a mesma graça, pois nos fortalecemos mutuamente para receber a transformação que Deus promove em nós. Ao pedirmos juntos, superamos nossos preconceitos, nossos pensamentos estreitos e mesquinhos e nos abrimos para aquilo que realmente somos: uma única família humana, filhos de um mesmo Deus que é adorado com diferentes nomes.

Se nos descobrimos como irmãos de fé e culturas diferentes, graves doenças da humanidade já começam a ser curadas: a desunião, a desconfiança, a intolerância, a xenofobia e tantas outras que nos distanciam de nossa irmandade existencial. E isso abre as portas para um futuro melhor, em que a paz se torna uma possibilidade real. Há ainda outras doenças que precisam também de tratamento, como a ganância, o acúmulo, o egocentrismo, a exploração desenfreada da natureza e tantas outras. Mas tudo tem a mesma raiz…

Então, com muita fé, com muito amor, com muita confiança que Deus quer nos curar e nos libertar desta pandemia, vamos nos unir espiritualmente a toda a humanidade, convidar nossos familiares, nossos amigos, nossos vizinhos, nossas listas de contatos para rezarmos, todos, nesta única intenção: pelo fim da pandemia.

Como é importante conhecer como surgiu essa iniciativa, trazemos aqui alguns links com informações importantes para rezarmos conscientemente e reforçarmos a busca por mais fraternidade.

Vídeo do Papa Francisco e informações sobre o dia de jejum e oração.

14 de maio, a oração que faz de nós uma só família. Entrevista com o cardeal Ayuso.

O que é o Alto Comitê para a Fraternidade Humana e quem participa.

Artigo da Revista IHU Unisinos sobre o dia 14 de maio.

Irmã Ana Elídia Caffer Neves, SSpS
Jornalista, membro da Equipe de Comunicação Congregacional e coordenadora de Comunicação da Província Stella Matutina (BRN)