Saúde integrativa: missão de amor ao próximo e a nós

Criar relações com a natureza e gerar mudança social por meio da saúde integral. Esse é um dos objetivos de quem adota a visão holística para cuidar de si e do próximo, doando tempo e amor. 

Esse espírito de amor ao próximo que permeia aqueles que disseminam, nas diversas comunidades, técnicas de saúde integrativa, entre elas o reiki, a homeopatia popular, os florais de Bach e a fitoterapia, estão auxiliando a vida de enfermos e daqueles que sofrem por causas, muitas vezes, desconhecidas. Atualmente irmãs de nossa Congregação fazem especial diferença na vida de pessoas que vivem em comunidades indígenas, ribeirinhas e áreas missionárias nos Estados do Pará, Roraima e Amazonas. 

Reiki

O reiki é uma técnica oriental de imposição de mãos que, comprovadamente, ajuda a equilibrar o sistema imunológico. Também é ajuda na redução de sintomas de tratamentos, como a quimioterapia. A eficácia do reiki está comprovada cientificamente. 

Homeopatia

A homeopatia foi criada na Alemanha pelo médico Samuel Hahnemann, hoje internacionalmente reconhecido. Ela preconiza a cura pelo “semelhante”. No Brasil, ganhou sua vertente popular por meio da Associação Brasileira de Homeopatia Popular (ABHP), criada em 1997. Uma de suas missões é implantar novas relações do homem e da mulher com eles mesmos, com seus semelhantes e com a natureza, gerando mudanças substanciais na sociedade. 

Florais de Bach

Os Florais de Bach foram descobertos, em 1930, pelo médico inglês Eduard Bach, cuja representação no Brasil é da empresa Healing Herbs. São essências preparadas com base em plantas silvestres. Essas substâncias têm uma informação da planta, carregando para a cura seus aspectos positivo e negativo. Como se dá a cura? Pela transformação de sentimentos, como medo ou tristeza, em virtudes, trazendo equilíbrio para o cotidiano das pessoas. 

Fitoterapia

Originária do uso e do conhecimento popular, a fitoterapia é definida como a técnica terapêutica que emprega medicamentos cujos princípios ativos são plantas ou derivados vegetais. 

Biomagnetismo

O biomagnetismo é um sistema terapêutico, integrativo e complementar desenvolvido pelo médico Isaac Goiz Duran, em 1988. Usa ímãs de média intensidade para restaurar o equilíbrio do pH das células, por meio da despolarização dos pares biomagnéticos. Aplicado à saúde, devolve ao corpo a condição para que ele mesmo seja capaz de eliminar agentes patogênicos, como vírus, fungos, bactérias e parasitas, além de estimular a autocorreção das disfunções glandulares e ajudar a promover a desintoxicação pelas vias naturais do organismo, tratando os indivíduos em sua totalidade e corrigindo a causa energética de suas enfermidades. Considera, portanto, a individualidade biológica da pessoa.

Mas por que adotar a saúde integrativa como complemento aos tratamentos de saúde convencionais? Primeiro, porque a ciência já comprovou, por meio de diversos estudos, que essas técnicas são eficientes e têm resultados na saúde integral. A partir de uma melhoria em nosso corpo físico e em nossa mente, somos capazes de estabelecer melhor relação com a natureza e com nossos semelhantes. Dissemina, assim, nesse mundo, o amor divino que deve ser nosso guia na convivência com nossos semelhantes. 

Jorgelene Santos
Doutora em Jornalismo e Estudos Mediáticos pela Universidade Fernando Pessoa (UFP), jornalista da Universidade Federal do Oeste do Pará (Santarém), colaboradora no Projeto Beth Bruno.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *