Santo Arnaldo Janssen: um homem à frente do seu tempo

Daqui a 3 dias comemoramos o dia do nosso Santo Arnaldo Janssen e também os 15 anos da sua canonização. Como pai que foi da família arnaldina, claro que todos os anos fazemos questão de lembrar do seu aniversário. Mas não só por isso. Além de fundar a nossa Congregação, Santo Arnaldo foi um homem VISIONÁRIO! Como assim, visionário? Nós te explicamos.

Arnaldo Janssen era um homem muito simples. Nascido em Goch, uma pequena cidade da Baixa Renânia (Alemanha), em 5 de Novembro de 1837, ele era o segundo de 10 filhos de uma família católica. Apesar de sua simplicidade, ele gostava muito de estudar e tinha grandes sonhos. E foi a perseverança no seu propósito maior que o tornou conhecido mundialmente.

Arnaldo tinha o profundo desejo de ver o amor de Deus se espalhar para todas as nações, resolução que ele não poupou esforços para realizar.

Em sua juventude, eram tempos difíceis para os católicos. O governo daquele lugar emitira uma lei proibindo o catolicismo. Muitos fiéis estavam sendo expulsos e também presos. “Como sair dessa situação?”, deve ter pensado Arnaldo Janssen. Foi aí que ele viu desta situação ruim, uma oportunidade para realizar algo que ele sonhava há tempos. Arnaldo propôs aos sacerdotes expulsos do país, que eles fossem em missão a outros países.

“O Senhor desafia a nossa fé e incentiva-nos a fazer algo novo, precisamente quando tantas coisas implodem na Igreja”.

Com a ajuda de alguns bispos, em 9 de setembro de 1875, ele inaugurou em Steyl – Holanda, sua primeira casa missionária, que mais tarde ficou conhecida como a Congregação do Verbo Divino. E nesta casa surgiram as primeiras mulheres ajudantes da missão. Com o crescimento das mulheres na missão, Arnaldo fundou, com o auxílio de Madre Maria Helena Stollenwerk e Madre Josefa Stenmanns, em 8 de dezembro de 1889, em Steyl também, a Congregação das Missionárias Servas do Espírito Santo e, mais tarde, em 1886, a Congregação das Servas do Espírito Santo da Adoração Perpétua, que se dedica exclusivamente à oração.

Esse Arnaldo Janssen não é fraco não, foram 3 congregações religiosas, das quais milhares de missionários foram enviados a quase todos os países do mundo, para ajudar os necessitados e falar do amor de Deus.

Santo Arnaldo faleceu no dia 15 de janeiro de 1909, tendo vivido sua vida numa permanente procura da realização da vontade de Deus e confiança na divina providência e no trabalho árduo. Foi canonizado pelo Papa João Paulo II no ano de 2003 e proclamado pioneiro do movimento missionário moderno nos países de língua alemã, holandesa e eslava.

Atualmente, há mais de 6.000 missionários do Verbo Divino trabalhando em 63 países. As Missionárias Servas do Espírito Santo são mais de 3.800 e as Servas do Espírito Santo de Adoração Perpétua, mais de 400 (Dados do Vaticano).

O que podemos aprender com Santo Arnaldo?

Que aqueles que têm grandes sonhos, também devem dar grandes passos. Santo Arnaldo Janssen se empenhou desde cedo pelo seu sonho e foi apenas lá na frente que ele colheu os frutos de seu trabalho missionário. Vale a pena todo o esforço que fazemos para realizar nossas metas. O que você acha de se inspirar em Santo Arnaldo?

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *